Entrevista com Juliana Honorato

09:00 Mônica Souza 9 Comments



Olá meus amores, tudo bem? Prontas para acompanhar mais uma história de transição capilar? Vamos conhecer a Juliana Honorato e sua transição. Quero agradecer a Juliana por aceitar o convite do blog.  Espero que esse post chegue até as meninas que estão precisando de uma força na transição! 

Se você quer contar sua história para a gente é só entrar em contato pelo email ou pela página no Facebook. Vai ser um prazer publicar a sua história aqui!
Beijos!


1. Nome:
Juliana Honorato

2. O que te levou a assumir o cabelo natural?
Eu só relaxava a raiz, porém, com o tempo começou a descer para as pontas e tirando a definição dos cachos quase que totalmente.

3. Como era seu cabelo antes da transição?
Vivia em um universo paralelo, nem cacheado e nem liso (risos).

4. Alguém te inspirou? Quem?
Sim. Quando notei meus cachos sumindo e ficando pouco comecei a pesquisar na internet como voltar aos cachos, na minha cabeça eu pensava assim: Se existe um produto pra alisar, relaxar, também deve existir um que traga a textura natural de volta... Doce ilusão (risos), tudo que eu lia dizia que era necessário deixar crescer e cortar a parte alisada. Foi aí então que através do Youtube conheci a Negah Cordeiro, fiquei admirada com ela, nossa... Aí em seguida a Michelle Shirai e por fim a Amanda Gil. Essas me inspiram até hoje!

5. Fez o big chop? Com quantos meses de transição?
Sim. fiz com 5 meses.
6. Se não fez o big chop, quanto tempo levou sua transição?
7. Qual a sensação de ter cabelo natural?
A sensação é maravilhosa, você se sente mais bonita, mais estilosa, mais original... Muito elogiam e você mesma se vê melhor. Ser natural é tudo de bom, é uma aceitação e quando você se aceita você vive mais feliz e melhor.

8. Quais seus cuidados com o cabelo agora?
Meus cuidados são básicos hoje, na transição que eu gastava como louca (risos) mas hoje sou bem tranquila. Lavo de 2 em 2 dias, sempre que lavo passo uma máscara de massagem, não sigo cronograma porque na minha opinião é chato, desculpem eu respeito quem faz e acho o maior amor mas não pra mim, sempre alterno entre: Hidratação, nutrição e reconstrução. Faço fitagem leve, uso óleo de azeite extra virgem, bepantol, creme de pentear eu sempre troco e desculpem, mas eu uso os proibidos (risos). Basicamente é isso.

9. Prefere cuidar dos cabelos em casa ou frequenta algum salão?
Eu cuido dos cabelos em casa, inclusive corte.

10. O que mais te motivou durante a transição?
Eu me motivava através de vídeos no youtube, pensava sempre no futuro, procurava não olhar as dificuldades.


11. O que é mais difícil durante a transição?

O mais difícil pra mim era a espera, a hora de cortar toda a parte alisada, eu não aguentava ver minha raíz tão linda e o resto parecendo "morto", por isso cortei com 5 meses logo.

12. Como lida com as críticas?
Quando eu cortei muitas pessoas me apoiaram, meu namorado, meus amigos e familiares. Vi olhares de reprovação de algumas pessoas que não faziam parte da minha vida, conhecidos apenas e então ignorei, o fato dos meus estarem me apoiando me fez mais forte. As mesmas pessoas que criticaram e riram, hoje elogiam e admiram.

13. O que fazia no cabelo durante a transição para igualar a parte lisa e a raiz? como fazia?
Eu passava bastante creme, amassava muito e depois tirava o excesso de água e secava com difusor, só isso.

14. Deixe uma mensagem para quem está em transição.
Meninas, se tem uma coisa que eu posso afirmar é que cabelo crespo e cacheado cresce sim. Não tenham medo, arrisquem-se, se permitam e melhor, permitam-se ser vocês mesmas. O passo de começar a transição é um indicador de que vocês querem mudança, então vá até o fim, até porque essa fase passa... Eu mesma não acreditava, eu pensava que ia parar no meio do caminho, um dos motivos de eu cortar toda a parte alisada com apenas 5 meses de transição foi o medo de desistir, como eu fazia relaxamento na raíz e já tinha cortado muito a ponto de estar só na parte totalmente alisada eu pensei: Se eu relaxar agora (poque também pensei em desistir) vai ficar totalmente liso e aí? Por isso cortei tudo para não voltar mais atrás, a partir do momento em que eu cortei aí sim me deu mais força e dia 20 de Julho de 2014 faço 2 anos que cortei e posso dizer que não me arrependi. Sou mais feliz sim, me sinto mais bonita sim e que vocês sigam até o fim e que a cada dia mostre ao mundo que ser crespa é ser linda. Um grande beijo a todas, sucesso na caminhada em busca do crespo e cacheado de vocês.

Veja também:

9 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que lindo... o cabelo cacheado combina muito mais com o rosto viu, mas deve dar um trabalhão!!!!

    Seguindo o blog!

    http://carolina-cp.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa adorei! Super apoio pessoas que assumem cabelo, enfim o que for, eu mesma já reclamei muito do meu cabelo, fiz escova durante muito tempo pq ele é muito volumoso, mas hoje eu assumi meu cabeço cheião hahahah dane-se o q as pessoas pensam, o importante eh que eu gosto do meu cabelo... adorei o post parabéns, bjosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente precisa se aceitar, né? Assuma mesmo seu cabelo como for e não ligue pros outros afinal eles não pagam suas contas, hahahaha Beijooos

      Excluir
  4. Adorei a entrevista e o blog flor parabéns

    Beijos
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Lindona adorei a entrevista e principalmente seu blog !
    Convido você e suas leitoras a conhecerem meu cantinho também =]

    Beijoos ♥

    http://stephannysiiqueira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou e volte sempre ao blog, ok?
      Beijooos

      Excluir

Deixe o seu blog para que eu possa conhecê-lo! Obrigada pela visita *-*